Natal da Esperança em tempos de desesperança.

porMatheus

Natal da Esperança em tempos de desesperança.

O povo que andava na escuridão viu uma grande Luz; para os que habitavam nas sombras da morte, uma luz resplandeceu. (Isaias, 9,1…)

É NATAL. Em cada coração um enorme desejo de felicidades e alegria! No íntimo de cada um de nós está o sentimento mais puro, aquele que SULeia freireanamente o significado verdadeiro do Natal. “Ele se fez um de nós”. Os poderosos tentaram apagar a Luz resplandecente. Ainda hoje, continuamos seguindo a Estrela que ilumina e conduz nossos passos em meio a escuridão que insiste em ofuscar a Luz que Jesus veio trazer. Ele é a Luz de todas as nações. Para muitos de nossos irmãos, buscar a Luz, a liberdade, a vida, significa buscar refúgio em outros países como Maria e José, fugiram para o Egito, pois “Herodes queria matar o menino”!

ABHP é solidária com todos os esforços das nações, dos grupos, das famílias, daqueles que acreditam que a libertação é um processo Profundo como o Mistério da Encarnação, de esvaziar de nós mesmos, para abraçar um mundo que nos abraça antes, e nos acolhe como materno presente de Deus.

O nosso desejo de Feliz Natal, passa pelo Projeto do cuidado com a vida em todas as suas dimensões. Além da vida humana, todas as vidas de todas as criaturas, que nos acolheram na história deste planeta. Lutemos pela saúde da Terra-mãe que convida toda a criatura como filhos e filhas a curar o ódio, a doença e morte, e abraçar o sonho de tudo se (re)encontrar, toda a criatura que no mundo, todos e todas, na construção da ternura, beleza, partilha, da convivialidade e da comunhão.

Que a Estrela inquieta nos provoque a dar passos com a humanidade do Filho, e nos guie por seus caminhos todo o ano de 2018. Que Senhor da vida nos faça fortes, capazes de reconhecer sua luz para não perdermos a direção. Capazes de tomar outros caminhos se necessário for.

A ABHP acolhe o sonho de Francisco como um sonho nosso, além das Igrejas, iguais aos sonhos de Jesus de Nazaré, da misericórdia sem sacrifícios. Sonho para outra sociedade, outra cultura, que não vire o rosto às diferenças. Vamos fazer realidade o encontro PANAMAZÔNICO em 2018, convocado pelo papa, para unir a Amazônia e a Floresta do Congo, fazendo um corredor da vida mais potente, para consolidar a mais anos de vida para todo o planeta, ameaçado de extinção.

União da PAN AMAZÔNIA fornecerá mais água, terra mais fértil e ar melhor para todo o planeta cujo tempo de vida é pequeno, a terra-mãe agoniza. Que contenha a guerra atômica. Unir todos os povos, com as matas, as águas, os animais, os rios, o ar. E, que façamos da terra um lugar de comunhão.

Feliz Natal! Ano Novo de renovada esperança em meio a tanta desesperança. Deus se fez criança e frágil para com a gente salvar a terra com todas as criaturas que nela habitam.

Sobre o Autor

Matheus administrator

Administrador/Desenvolvedor do site.

Deixe uma resposta


+ 4 = doze