ACERCA DAS POSSIBILIDADES DO FÓRUM SOCIAL MUNDIAL E ABHP

8 de janeiro de 2016 0 Por abhpopular

Forum

LogoABHP(resolução-média)

Amigos estou compartilhando e peço que compartilhem a quem puder esperançar tanto na mundialização da Justiça, da Paz, da Democracia Radical e Planetária, em que figure a Homeopatia de Hahnemann e de Bento Mure, nas práticas solidárias de em favor da vida, onde estiver…

Nestor, Pedro Schroeder, Zé Vicente, Irmã Assunta, Irmã Marialva, Irmã Assunta, Irmã Maria Paulo, Itamar, Adenir, Jandir, Aira, Cheron, Alexandre(S), Elcio,  … o que havia prometido de um esforço de abrangência maior da ABHP junto às esferas dos Movimentos Sociais, e ampliação da construção do Núcleo enquanto GPMSE, GEMPO…

 Vejamos o que é possível e o que não é possível sem que se altere o encontro de Santa Cruz…. que tem importância enorme na consolidação do trabalho de vocês.

O que proponho  abaixo nasce pela urgência do Fórum Social Mundial e por sua abrangência político social… O que está aí abaixo, ainda não é uma programação fechado, todo ao contrário. É na verdade um projeto que tenho como obrigação fazer, por minhas atividades no PPGE dentro do Núcleo Permanente de Pós Graduação Mestrado Doutorado, neste caso, em vista de minha aposentadoria compulsória.

Assim estou fazendo por partes… Agora é o FÓRUM SOCIAL MUNDIAL, na verdade existe um consonância entre o  tema do Fórum em função da Paz, da Justiça, da autonomia, Direitos Humanos, convivialidade entre diferenças e os Direitos Humanos. Quem está na articulação da parte popular, é Professor Boaventura de Souza Santos (ALICE/UPC), sociólogos e pessoas da Academia e pesquisa juntadas à CLACSO, ABONG e o conjunto de redes de luta, e de pessoas de enorme peso internacional, entre nós, Frei Betto, Leonardo, pastores de todas as igrejas pela solidariedade à Campanha da Fraternidade, à campanha do Papa, pela unidade das diferenças religiosas no AMOR, que todos invocam – no anúncio de que “todos muros vão cair” (FRANCISCO)! Soma-se à Campanha da Fraternidade que converge as dimensão da solidariedade, ecumênica, e também em solidariedade com a Igreja Católica Alemã, sensibilizando para o compartilhamento de acesso aos recursos comuns, entre eles, a água, ademais a gratuidade dos dons para todos, que são da terra.

Vejam o que propus como atividade minha no PPGE (abaixo).

Já fizemos contato com Simone do MOPS e ABHP ela estará no Fórum poderá trazer os resultados da XV Conferência Nacional de Saúde…

XV CONFERENCIA NACIONAL DE SAÚDE

Mas como o Fórum busca uma visão mais ampla da bio política e também da universalização das redes, é neste intuito que deveríamos pensar as questões locais, gerais, nacionais, latino-afro-ibéricas mais todos os excluídos do mundo que estão dentro dos países capitalistas pagando alto preço com a guerra, refugiados, sem terra, sem teto, sem país e cidadania… etc. Assim vou colar o que mandei ao PPGE, que só aprovará após segunda quando retorna à ativa.

Estou indo com passagens que buscarei na UFMT e diárias. Portanto sem custo para ABHP ou qualquer outras instância do Fórum e dos núcleos dos quais participarei.

Vejam a programação no anexo…

Um abraço com carinho, me deem retorno. Lembrados que teremos um milhão de pessoas afinadas conosco. Pessoas ligadas a vocês, ao Pedro, Alexandre e infinitas pessoas, a mim, etc… 

E a cada pessoa que receber este E-mail. Algumas cito acima… o propósito não é não pode ser como está dito NA LETRA FORMAL, que “EU” CONVOCAREI…

Seja  desnecessário dizer, salvo para fins burocráticos, que todo FÓRUM é uma produção coletiva de pessoa a pessoa, como todas as coisas com coração freiriano, são espaços coletivos, círculos de cultura, onde as diferenças se expressam se jamais serem caladas, como expressão de um Deus criador que odiava cópias… Nada se repete do que já existiu… CRIAÇÃO…

As pessoas divulgarão nossos espaços coletivos, como uma possibilidade entre tantas outras, como agenda, para quem olhar as oficinas e se decidir por ela… Então não tem dono! Reuniremos com quem quiser se reunir e conversar, em roda de conversa e círculo de cultura, esquentando o coração, as mentes, e os desejos por uma outra sociedade, um outro planeta, uma nova terra, uma nova criação de respeito e reconhecimento à nossa fraternidade entre nós com todas as coisas….

Será sempre por espírito freireano, lugar de diálogo, de trocas, de articulação etc…

Vou também acompanhado de, pelo menos por quarenta pessoas da rede pública de Mato Grosso, que irão de ônibus e ficarão mais tempo no Fórum, com os quais também terei compromissos, conforme agenda abaixo.

Estarei, impreterivelmente, três dias inteiros… nas atividades por mim mencionadas… 

E, muita gente com ligação à ABHP, MOPS, ANEPS… etc… Todas muito importante para nós estarão, provavelmente, com a gente ou ao nosso lado, fazendo o CORREDOR DE CUIDADOS… com benzedeiras e benzedeiros, rezadores, intercessores, reikianos, massoterapeutas, e com o Espírito de Deus PAI E MÃE conosco!

Um abraço com entusiamos e muito carinho a todos e todas…

SE puderem divulgar, avaliando que isso pode aumentar a esperança, isso não é privativo, é público!

Paz… 

Passos

&   &   &   &   &   &   &   &   &   &   &   &   &   &   &   &   &   &   &   &   &   &   &   &   &   &   &   &   &   &   &

 Divulgo aqui o que encaminhei para o Programa de Pós Graduação Mestrado e Doutorado, e o faço, pela certeza que tenho de que isso está de acordo com o espírito de criação do nosso programa, e que – portanto – será acolhido pelo PPGE Mestrado e Doutorado, assim que as atividades se façam no dia 11 de janeiro quando o período de recesso se fecha.

ATENÇÃO: ESTA PARTE ABAIXO FOI ESCRITA COMO UM COMPROMISSO MEU PESSOAL  POR SER SERVIDOR VOLUNTÁRIO, APOSENTADO COMPULSORIAMENTE, E MEMBRO PERMANENTE DO NÚCLEO DE PÓS GRADUAÇÃO MESTRADO E DOUTORADO.

É, PORTANTO, AQUI, UM PROGRAMA PESSOAL QUE ME COMPROMETI A BUSCAR DESENVOLVER NO FÓRUM MUNDIAL, ALGUNS JÁ COMO DEMANDAS DE PESSOAS, ORGANIZAÇÕES E MOVIMENTOS, MAS QUE LHES COMUNICO FRATERNALMENTE, POIS É UMA PROGRAMAÇÃO A SER FEITA COM AS PESSOAS QUE LÁ ESTIVEREM.

ASSIM CONVIDO AOS QUE SE SENTIREM À VONTADE DE COLABORAR COM ELE… COLETIVAMENTE. NÓS COM NÓS…. E A REINVENTÁ-LO COM CRIATIVIDADE DE DEUS…

&   &   &   &   &   &   &   &   &   &   &   &   &   &   &   &   &   &   &   &   &   &   &   &   &   &   &   &   &   &   &

AO COLEGIADO DO PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO MESTRADO E DOUTORADO

À PROFª. DRª MÁRCIA FERREIRA COORDENADORA DO PPGE/UFMT

Prof. Dr. LUIZ AUGUSTO PASSOS

PROJETO DE PARTICIPAÇÃO NO FÓRUM SOCIAL MUNDIAL EM PORTO ALEGRE – RS

PPGE/UFMT/GPMSE/GEMPO/ABHP

Vamos precisar de que o FORUM MUNDIAL  SOCIAL saia de noticiários e seja assumido como agenda da cidadania global contra o colonialismo guerreiro, genocida e de destruição da terra, dos recursos que a todos, e todas, pertencem.

Estou indo ao Fórum Mundial Social de Porto Alegre (que irá preparar o Fórum Social Mundial de 2016), por muitas solicitações emanadas da Academia, dos Movimentos Sociais com os quais tenho ligação, e interesses também de militância e de profissão.

Este Fórum celebra quinze anos do Fórum Social Mundial. E, chega importantíssimo momento para o cenário político do Brasil, com impacto sobretudo por sobre os esforços ibero-afro-caribenhos em busca da autonomia,  e  como  um oxigênio importante para as grandes agendas internacionais, mundiais, em favor da Justiça, Direitos Humanos, Nova Ordem de Comunicação e Paz. (https:/www.facebook.com/iafsm)

O Fórum é uma articulação, sobretudo, de entidades e movimentos internacionais, nacionais de ativistas, pesquisadores, intelectuais e comunidades de cidadania ativa que buscam uma nova ordem Social e Politica, em tempos de globalização perversa da “dívida” globalizada cobrada pelo sangue de todos e todas, sobretudo daqueles mais excluídos, descartados, desterritorializados e dizimados pela guerra e pelas corporações e redes de bancos perversos. Um grande coletivo está responsável pela articulação prática, convites e infraestrutura (https://www.facebook.com/iafsm/photos/a.162636720612600.1073741828.157365894473016/425856987623904/?type=3) .

São muitos grupos, entidades, instituições e movimentos que sustentam a articulação e a participação das pessoas, na construção de processos de cidadania e democracia participativa, na perspectiva de uma globalização contra hegemônica.

 

Espaços pretendidos e já previamente agendados

  1. Nos dois primeiros dias, 17 e 18/01/2016, terá lugar o Encontro da Educação Popular Universitária com sessões de diálogos que reunirão experiências diversas de formações/iniciativas populares pós-primárias e pós-secundárias com vista à transformação progressista na sociedade, bem como universidades que promovem exercícios de popularização, isto é, de extensão ao contrário. No sentido da ocupação das pedagogias dos oprimidos, tecnologias associadas, organização socializadora de

BANNER-TOP-FST2016

saberes, redes de práticas libertadoras, processos emancipatórios, de gênero, sexuais, associativos aos espaços públicos, acadêmicos e universitários.

  1. II. No dia 19/01/2016 haverá um encontro de integração pela manhã e a participação na Marcha de abertura do Fórum Temático no período da tarde.

III. As Atividades Autogestionadas serão realizadas de 20 a 22/01/2016 e devem ser inscritas pelas organizações, movimentos, universidades, estudantes, comunidade em geral na http://forumsocialportoalegre.org.br/inscricao-atividade-autogestionaria/ (Inscrição até dia 10, com orientações no link acima)

 

Qual minha vinculação?

Estou vinculado como professor do Programa de Pós Graduação de Educação da Universidade Federal do Mato Grosso, na condição de voluntário, enxerido, militante e pesquisador, às reuniões organizadas pela Universidade de Coimbra, Projeto Alice, e do Centro Estudos Sociais no qual estará professor Boaventura de Souza Santos e também pela organização da SEDUC/MT e do Projeto Rede de Centro de Formação em Economia Solidária da Região Centro-Oeste, dos quais faço parte.  Por outro, este espaço social do Fórum ele está articulado diretamente com o CLACSO/CES (Coimbra) e ANPED.

FAZ SENTIDO O QUE NÃO SE FAZ, MAS O QUE MUDA…

——————————————————————————————————————————

Minha função é pequena no Fórum. Pretendo ficar três dias.

  • Nas quais ocorrerão o espaço da Universidade Popular Comunitária do Processo ALICE e os processos de Economia Solidária e Formação na Economia solidária, e atividades voltadas à Pedagogia da Terra. Neste caso, cabe-me uma espaço de comunicação solicitada acerca dos “Processos educativos de formação voltados às práticaS solidárias de produção e distribuição voltadas ao respeito da relação PESSOA-TERRA-ALTERIDADE”. Estaremos aqui apresentando o livro “RuAção: Das epistemologia da rua à Politica da Rua” (EdUFMT).
  • Estarei presente no Espaço Tenda Paulo Freire de Cuidados, onde coordenarei um espaço de debate acerca das redes de educação em saúde, com o objetivo de compreender o sentido da nossa ação como militantes populares, em atividades que assegurem a demanda da continuidade e aperfeiçoamento do SUS de forma universal, implementação dos Serviços Públicos de Saúde com qualidade e  com Direito constitucional, e o direito do exercício de práticas solidárias e comunitárias de Saúde, como expressão cultural do Direito ao Exercício do cuidado como expressão da entreajuda das pessoas e grupos às diversidades terapêuticas próprias e apropriadas, que tem respaldo como direito também constitucional no Brasil, por ser signatário dos acordos internacionais, ainda que, raramente, efetivado como: do direito ao seu corpo, à forma de tratamento e às medicinas populares, xamânicas e outras formas de manutenção da saúde e da luta contra doença em diálogo com as experiências vindas para este círculo pelos militantes e pesquisadores populares que lutam pela democracia ativa. Neste caso, represento a articulação da Associação Brasileira de Homeopatia Popular Comunitária (ABHP) filiada a ABONG.
  • Espaço da Educação Popular nas Universidades, na quais levarei o trabalho realizado no Programa de Pós Graduação em Educação na Universidade Federal do Mato Grosso, perspectivando uma metodologia de pesquisa merleaufreire Estaremos aqui apresentando o livro “RuAção: Das epistemologia da rua à Politica da Rua” (EdUFMT). Organizará este encontro, sobretudo, ANPED e GT Educação Popular e pessoas e militantes da área que lutam pela democracia ativa e comunidade interessada.
  • Estarei, também, apresentando trabalho conjuntamente com Lisanil da Conceição Patrocínio Pereira – orientanda pós-doc no PPGE nominado “Educação Popular, Politica e Território na Produção Associada em comunidades tradicionais da Baixada Cuiabana”.

 Terei, ainda, participação no Seminário EJA e Economia Solidária promovido pelo Projeto Rede de Centro de Formação da SENAES/ MTE desenvolvido pela Escola de Formação Sindical da CUT na Região Centro- Oeste. Em apontamentos se síntese e contribuições ao processo organizativo de metodológico.

LogoABHP(resolução-média)

Salvo a atividade diretamente ligada à dimensão da Educação em Saúde Popular, caberá à ABHP – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HOMEOPATIA POPULAR COMUNITÁRIA a convocação e divulgação junto ao Fórum desta atividade. Há interesse de diversas pessoas ligadas à nossa rede e que estarão presente no FÓRUM MUNDIAL SOCIAL de se fazerem presentes neste debate aberto realizado como círculo de Cultura. E agendarei, junto à programa do Fórum, por responder à organização deste espaço de conversa, pois, hoje, desde a fundação da nossa rede, com quarenta anos de existência, com muitos nomes, é a primeira vez que respondo pela presidência e que se distribui na maioria dos Estados do Brasil.

Cuiabá, 07/01/2016.

  Luiz Augusto Passos

PPGE/UFMT/GPMSE/GEMPO/ABHP